Prioridades

Há tempos tenho este assunto na cabeça, não para escrever pois nem blog tinha, mas como meta, como hábito.

Sempre penso e falo que deveria me organizar melhor e me “obrigar” a ver meus amigos mais vezes, amigos aqueles de vida , de infância, de colégio, de faculdade. Obrigar pq a gente deixa passar, deixamos outras coisas tomarem nosso tempo “pros amigos”.

O cansaço do trabalho, a vida corrida, o trânsito nos consome. A gente faz novos amigos sai por “happy hour” com gente nova, evento sociais, amigos de trabalho, mas e os velhos amigos? Estes a gente vê muito menos, pelo menos no meu caso. 

Eu acho errado e não tenho conseguido consertar. Há alguns anos perdi uma grande amiga, sinto muitas saudades dela e penso que poderia ter deixado muitos compromissos de lado e ter ido ao seu encontro mais vezes, agora não dá mais. Tenho ligado pras minhas amigas e digo, – to com saudades, vamos nos ver sem falta semana que vem! Isto já faz 2 semanas…to cheia de boas intenções, mas vem o compromisso a correia e o FURO.

Penso até que tem muita gente que passa mais tempo com colegas de trabalho, no escritório do que com filhos, maridos e esposas. Qdo eu trabalhava em empresa eu sentia isto, dava mais de mim para a instituição do que para minha filha, pq chegava cansada, muitas vezes irritada e não tinha o pique pra brincar.

Tenho um livrinho que diz mais ou menos assim: ” Se vc morrer agora, sempre haverá alguém que irá terminar o que vc deixou, alguém vai ler e responder seus e-mails, sua caixa postal continuará cheia e o mundo não vai acabar por conta disto.”

Ou seja, dá para deixar para amanhã o que vc está fazendo hoje, a vida (pessoal) não espera. Pelo menos foi isto que eu entendi.

#prontofalei

Obs.: Nem sabia que foi ontem o dia do amigo…o que é o inconsciente coletivo.