Emo what???

 

Aqui estou eu participando do EMODAY!

Serei eu hoje uma EMOLLANCIA?

Acho que o tema dá um bom #prontofalei.

Primeiro, fui descobrir o que é esta definicão, uma vez que EMO pra pra mim são só os caras com umas franjas pretas, com piercings na boca, cara de cogumelo mofado e peças de roupas que compraram num brechó antigo que vende o que jogamos fora na nossa época DARK e PUNK.

Emotional Rock??? Jovens sensíveis que curtem Rock, que fazem poemas, que escrevem miguxês, é isto, é o que entendi? Há algo mais profundo?? É isto?

A ESCRITA

Primeiro não há nenhum tipo de desculpa para se escrever português errado, não há, num vem, vai te catar, isto é coisa de gente estranha, desculpem. Abreviação, para teclar, adaptações ocasionais, ok, aceito e faço, agora isto:

Uma Xilplis DistRAxaum Pra Vx Eskece…
E lemBrar de Td isso ME FAz Chorar LEmbRAr di td que Vivemos e que POderiamos  Viver, me FAz XoFreR.
XoFruh Pelo MEdo de ME arrEpEndEr 
MAs Hoje Eu EVjo o Qnto eu Era FilIX por TEr VX aU MEu LAduh

Eu preciso ler mais de uma vez pra entender, isto é mais difícil do que aprender português correto, gente, pq vcs não vão aprender francês ao invés de aprender isto, seria tão mais rico na bagagem qdo vcs entrarem na fase adulta!

AS ROUPAS:

Como já falei, são uma reinvenção do nosso gótico, dark ou punk, este povo fica com cara de doente, com cara de bobo,  franja lambida, perdem um tempo muito grande se enfeiando e ficando tudo com a mesma cara.

Por aqui na década de 80, o movimento era muito legal, a gente se caracterizava para ir nas festas e eventualmente fazia um moicano, pintava o cabelo de outra cor, usava casacos pretos compridos, algumas botas de exército, piercings… no máximo 2 brincos em cada orelha.

AS MÚSICAS

O que que tem?? Tem algo diferente? Não … é um mix de tudo que tá no mercado, num sinto vontade de chorar, qdo ouço, num sinto nada, canto, pq até decorei e acho ok (sim, meu gosto musical é bem eclético ouço de tudo um pouco), mas hã…so what?

Na minha fase adoleta, nós, paramentados como mandava o (nosso) movimento íamos em festas do bairro, entrávamos de bico, dançavamos Ramones, Cure, Cult, Smiths, entre outros, misturávamos tudo do Rock até a balada, do pop até a MPB. Chorava horrores ouvindo as músicas de FOSSA! Fossa?? Seria fossa a definição de EMO atual?

Na verdade em termos musicais, ÊHHH Laiá!!! Nós fomos privilegiados, tudo era novo, pouca coisa estava sendo reinventada!

O COMPORTAMENTO

Este é simples de explicar, tanto hoje como ontem, são só adolescentes, sofrem deseperadamente, dúvidas remoem mortalmente, querem ir contra o sistema, se jogam nas crises existenciais, precisam de atenção e isto passa (hope so), vão amadurecer (also hope so), serão adultos normais caso não façam muitas burradas que venham a se arrepender depois.

Quanto a sexualidade, esta era bem diferente no meu tempo, um pouco de tabu e repressão não fez mal não, acho que ajudou a centrar, hoje muito do que se faz pode gerar arrependimento e alguma marca no futuro, pois qdo acordarem e perceberem que, no final, o caminho é o mesmo pra todo mundo, o da responsabilidade e sobrevivência nesta sociedade, e por mais que se tente a gente não consegue fugir, temos que encarar.

Basicamente este pessoal ESTÁ EMO, não é EMO, EMO passa, a juventude passa, a revolta passa, a dor passa, como se diz,  “a juventude é provisória, a velhice é permanente” , a velhice vem vindo a cada dia que passa, portanto vem com o reflexo do seu amadurecimento, a velhice é um investimento importante, que só vc poderá usufruir.

#prontofaleidemais!