Par de olhos, orelhas e um rabo balançante!

– Meu pai tem um carro xx!
– O meu tem um xx!
– Eu tenho a boneca que faz xixi!
– Eu tenho a patinadora…
– Meu pai tem um sítio!
– Minha mãe tem a chácara!
– Eu tenho isto…
– Eu tenho aquilo…

(e por ai vai… qdo de repente…)

– Eu tenho cachorro e vc não!

Pausa dramática nesta discussão entre duas primas (ela, mais velha que eu e tava aproveitando pra dar uma judiada né D. Marcela…!). Ela morava em Amparo e eu em SP, eu em apartamento, ela em casa, com quintal, toda aquela diferença entre a vida urbana e a vida de cidade do interior.
Naquele momento vi que tinha perdido a disputa, mas pensei muito rápido e corri pra falar com meu tio veterinário.

– Tio, me dá a Escarola????

Ele nem perguntou porque, nem se espantou, afinal eu amava aquela cadela viralata e sempre que estava na casa dele passava mais tempo agarrada nela do que com qquer outra coisa. Ela já era minha, mas eu não sabia.

– Dou.

Corri de volta e retruquei:

– Pronto, eu tenho cachorro.

Acabou a discussão. Voltamos a brincar como se nada tivesse acontecido…

Depois disto meus pais que gostavam muito de cachorro me deixaram ter vários, de raça, viralatas e por aí vai. Hoje tenho 3 cadelas,  o @maestrobilly , que nunca teve o seu cão pois a mãe não deixava,  não tinha lá muita intimidade, hoje rola no chão com elas! Faço questão que minhas filhas convivam com animais, aprendam a cuidar e principalmente respeitar e entender.

Contei esta historinha pra falar da Campanha PROBEM.

-1

Para educar os donos de animais sobre posse responsável a Prefeitura de São Paulo criou o site PROBEM onde você fica sabendo mais informações sobre os cuidados e necessidades de cães e gatos, além de saber se você está preparado para adotar um bichinho e dar uma olhada em quem está lá no ProBem a espera de um lar.

Sou ativista no assunto de adoção e responsabilidade com animais, como neste desabafo aqui , também neste post , justamente sobre responsabilidade em se ter um animal e finalmente sobre maus tratos contra animais e sua lei.

Achei o site e o projeto, EXCELENTES,  fiquei muito contente com a iniciativa,  acredito que isto deve ser divulgado massivamente pq existem cretinos que maltratam animais por prazer e diversão, estes tem certamente desvios graves de caráter.

Eu tenho cães de raça, mas tenho pq ganhei, honestamente não pagaria estas fortunas que cobram pelos cães de raça, ( pf. não me venham com papo de custo alto de canil, veterinário, etc… não estou criticando e nem colocando em pauta), mas se hoje buscasse um cão eu buscaria estes que estão nestes lares de adoção.

Dicas minhas:

Adote um cachorrinho para vc ou seu filho se:

1- Vc gostar de animal, se não nem leia o resto e nem adote um.

2- Vc tiver apaciência com ele e aceitar que ele, se for filhote, vai destruir muita coisa.

3- Vc entender que ele é como uma criança pequena, qdo ficar sozinho vai aprontar um monte

4- Enteder que ele faz cocô e xixi, ambos cheiram mal e vc tem que limpar e educar até que faça no lugar correto

5- Por mais que seu filho prometa que vai cuidar, é mentira, sempre será vc.

6- Lembrar que em férias ele tem que ir junto ou vai gerar um custo em hotelzinho

7- Não se importar com latido

8-Lembrar que cachorro é cachorro e não gente, é tudo de bom, mas é um animal e precisa de limites e regras.

Se vc achou tudo isto normal e não disse nenhum “AFFFF”, vc pode ter um e vai ser o máximo!!

Divulgue este Projeto!

#prontofalei